sábado, julho 04, 2009

sonhos existem para serem realizados...


... e é uma maravilha quando acontece. Há anos que eu queria ir a Flip ou, ao menos, ver a cara de Paraty na feira. A cidade, linda, ganha uma aura de magia, aquelas pessoas ali a circundar e respirar e exalar literatura. Autores, livreiros, editores, literatos, curiosos, gente esquisita de toda sorte (adoro gente esquisita), neo-hippies, muitas crianças, autores consagrados e autores iniciantes, alguns dos quais, após uma abordagem simpática, leem um poema e oferecem, cheios de orgulho, seus livros-brochuras por um preço módico, e recusá-los seria um crime de lesa-delicadeza. Foi rápido, dispunha de apenas duas horas, mas neste tempo fiquei imersa naquilo que tanto me acolhe quando me recolho. E pensei, quando já ganhava a estrada: aos sonhos, a realização. Aí vai uma das pérolas que lá tive o prazer de recolher:
"Sem licença Poética
(voltando do Rio)
Poesia é tua cria
Tua eterna companhia
Que não lhe pediu licença
Para fazer presença,
Ter te usado
Pra chegar ao mundo.
É teu sempre fardo
Teu poro que não exala estado
Líquido ou gasoso
E sim,
Algo, contudo
Mais profundo"
Thiago dos Santos in "Baile da Nostalgia", edição do autor. Adorei esse poema!
a foto é minha, instantâneo de um momento lúdico.

2 comentários:

anasimplesassim disse...

Ah! Danada! Na Flip em Parati? Nem me contou...

Mas eu também adoro gente esquisita. Uma vez escrevi no meu orkut que gostava de gente maluca - a maioria dos meus amigos - e minha mão não gostou. " Isso é coisa que se fale!Eu, hein..." :)

LIndo poema! Conta mais! Bjs, Ana

Denise Sóllami disse...

Fui um belo acaso e muito rápido, apenas duas horinhas... Mas valeu: vi a cidade, as pessoas, e tive um (poético) encontro com o jovem poeta.