segunda-feira, janeiro 08, 2007

plúmbeo

a moça do bar me atendeu com um certo desespero
o rapaz que buscou meu carro tinha um ar triste
estava desalentado o porteiro, olhando o vento

e sequer é noite neste dia de chumbo.

2 comentários:

Ricardo Rayol disse...

Raios cortam os céus
Vento arrebata nossas almas
TRisteza trazes, ó vento
Por que não abraço cálido?

Denise Sollami disse...

grande Ricardo!