segunda-feira, junho 19, 2006

um caso de literatura médica...



... é a memória da Roberta! Salve, garota!

6 comentários:

FIG disse...

Roberta ainda se lembra de seu primeiro marido, Matusalém. E uma memória de 40 gigas com possibilidade de expansão!

Roberta disse...

Queridos,existe uma palavra(ou expressão?) q significa literalmente o contrario dela mesma.
DE COR...(e' junto ou separado?)

"De cor" e' do francês "PAR COUER"....do inglês "BY HEART"...
literalmente dizendo, DE CORAÇÃO.
Isso deveria querer dizer,"by the foot of the letter" que saber algo DE COR...e' saber com o coração.
E tudo que aprendemos com o coração,e' inesquecível!
Não sei pq,essa expressão (..seja la' o que ela for gramaticalmente falando),tomou ares de SABER PQ MEMORIZOU...sem apelo sentimental algum....sem compreensão alguma...sem o "conhecimento" do coração....so' da cabeça!


Por isso,literalmente dizendo,sei DE COR e salteado os momentos dessa epoca ..sejam eles bons...ou ruins..porque me marcaram a ferrão o coração!!

Denise Sollami disse...

Roberta, haja coração!

Frederico disse...

Sollami, meu comentariozinho foi vetado?!?!?!?!! não vejo o motivo. :-(

Denise Sollami disse...

Fred, jamais vetaria vc. Não recebi comentário seu aqui neste post. Publiquei um comentário seu em "O Reencontro", não é a este que vc se refere? Anyway, continuo esperando o "passo a passo", ok? bjs

roberta Portela Vieira disse...

Nessa foto parece q o meu caso ta' mais pra CENTRO ESPIRITA que literatura medica!!!!!!