terça-feira, junho 27, 2006

errata

sorry, sweeties, mas ouso dizer que a frase está errada: "all you need is to love" no lugar de "all you need is love". Sim, porque se do amor se quer ser objeto, é preciso, antes, ser sujeito.

6 comentários:

CrissMyAss disse...

Que coisa linda é a visão judaico-cristã!
Mas note que na natureza rola exatamente o contrário. Sem ter sido amado, ninguém é capaz de amar.
bjs
Cris

camille disse...

Oi Denise, muito obrigada por ter ido lá no meu blog, lido e até me dado um link no seu...:) É sempre bom conhecer blog novo, ainda não tive tempo de ler tudo, mas chego lá. Beijinhos.

Denise Sollami disse...

Criss, pensei num passo adiante: a pessoa sabe, mas não pratica, quer tão-sómente receber. E acho que isto não é apenas a dimensão judaico-cristã não, ams tb a espírita, a hindu, a zen budista...

Frederico disse...

Denise, acho que mais importante que amar é haver amor (em toda parte). Ainda que seja algo inatingível, não deixa de ser o ideal. Havendo o amor, tudo e todos amarão e serão amados. Loveland... já devem ter feito uma música ou título de filme com esse nome. Ah, o amor... // Estou aguardando a história sobre as tetas cabeludinhas. Seriam bovinas?

St. Mário disse...

espertaleca!

Denise Sollami disse...

No falo do amor romântico, Frederico, falo do amor... As tetas cabeludas? Ah, conto um dia..