segunda-feira, janeiro 28, 2008

Olivia e seu Montinho


Outro dia fui ver Luiz Melodia no Rival e adorei. O Negro Gato está batendo um bolão neste novo CD "Estação Melodia", que tem apenas com músicas da velha guarda, de Oswaldo Melodia, seu pai, a Cartola. A banda que o acompanha no show é a fina-flor dos virtuoses, só tem fera. Foi ovacionado e o povo não sossegou depois de um super super bis.
Já estava, portanto, satisfeita pelo fim-de-semana, quando quis o destino que, no dia seguinte, num domingo, acabasse por assistir Olivia Byington no porão da Casa de Cultura Laura Alvim. Nunca vi um show tão original: além de cantar as canções do seu CD há pouco lançado, em que todas as melodias são de sua autoria, canta antigos sucessos (quem poderia se esquecer de "Lady Jane"?), desfia aquela sua linda, maviosa voz, e conversa, conta história, muita história.
É aí que entra o tal "montinho". Não vou ser estraga-prazer, porque é apenas uma pequena parte e muita coisa é dita em cena, mas vale para mostrar a delicadeza que permeia o show. É o seguinte: disse Olivia que, numa de suas conversas com o finado poeta Cacaso, de quem era amiga, ele comentou que no Brasil se tem o perverso costume de se "soprar montinho". Indagado sobre o que seria isso, ele lhe explicou que "montinho" é tudo o que se vai vivendo, vendo, ouvindo, sentindo e experimentando nessa vida e que, do nada, se chega e - puf! - assopra-se sobre ele. Verdade ou não, se é hábito ou não do brasileiro varrer da memória as lembranças, desfazer-se da própria bagagem assim do nada, não sei; porém, estou certa que assistir este show forma um pouco a sensibilidade da gente.
E é por isso que doravante esta performance de Olivia Byington em "a vida é perto" estará indelevelmente no meu próprio montinho.

3 comentários:

Lord Broken Pottery disse...

Denise,
Engraçado, ainda ontem comentei sobre o quanto Luiz Melodia está cantando. É uma das vozes mais bonitas que temos.
Concordo com o Cacaso. Se entendi bem onde ele quer chegar, também acho que o brasileiro não tem memória.
Beijo

Adelino disse...

Denise, feliz regresso.
Bjs
Adelino

Denise Sollami disse...

lord, uma coisa em comum a estes dois artistas é a bela voz. Lindas mesmo!!